Dicas para se candidatar a um emprego internacional

job-application-stratety

Hello guys! Quem já tentou se candidatar a um emprego fora do Brasil sabe que não é tão fácil. Escrever currículos e cartas de intenção não é fácil. E em outro idioma é mais difícil ainda. Mas sabemos que sair da sua zona de conforto para buscar um trabalho em outro país é um desafio em tanto. E eu estou aqui para ajudar você. Uma boa candidatura requer pesquisa, muita pesquisa. Continua lendo e fica ligado no que você tem que saber!

Conheça a diferença entre resume e CV 

Eles não são o mesmo documento, embora tenham a mesma tradução. O CV é um detalhamento da sua carreira, educação e conquistas. Ele inclui quase tudo que você já fez e conquistou e não muda de acordo com a oferta de trabalho. É como se o CV fosse o filme da sua vida profissional, e o resume, o trailer. O resume é menor, nunca mais do que duas páginas, e muda de acordo com a oferta de trabalho que você está se candidatando. Ele basicamente fala sobre suas habilidades e conquistas que são específicas para aquela vaga, e deve dar uma ideia geral de quem você é e do que você pode trazer para a empresa.

Saiba quando usar cada um

Os dois documentos são usados de formas diferentes pelo mundo. Nos Estados Unidos é preferível o resume, mas em países como Irlanda, Nova Zelândia, no Reino Unido e Europa, o CV é mais utilizado. Para deixar as coisas mais fáceis, na Austrália, Índia e África do Sul, eles usam os resumes no setor privado e o CV no setor público. Mas é sempre bom perguntar quantos detalhes são necessários para a vaga.

Escolha o idioma certo

Escreva sua candidatura no mesmo idioma que o anúncio da vaga. Você também pode adicionar uma versão traduzida se o anúncio da vaga não estiver na língua oficial do país. Você também pode ter seu perfil do LinkedIn em diferentes idiomas e enviar o link ao invés de outro documento.

Personalize sempre

Sempre personalize sua candidatura de acordo com o país, o emprego e a empresa. Uma candidatura muito boa pode evitar qualquer erro ou formalidade indevida. Escolha apenas as partes mais relevantes do seu CV para colocar no seu resume e na sua carta de intenções, edite, delete, e reorganize tudo para chamar a atenção.

Seja sincero sobre sua permissão de trabalho e fluência no idioma

Adicione a situação do seu visto e mencione o tipo de permissão que você tem. Não esconda ou retire essa informação, o recrutador vai ter que saber uma hora, então poupe-lhes tempo e seja honesto a respeito de sua documentação. O mesmo serve para sua fluência no idioma, se você indicou que você é fluente no idioma, os recrutadores logo saberão se isso é verdade. Esse não é o lugar para trapaças e nem exageros.

Saiba quando usar foto

Adicionar uma foto profissional a seu currículo nem sempre é uma boa ideia. Em países como Estados Unidos, Canadá, Reino Unido e Austrália, você nunca coloca uma foto. Na Alemanha e na França, você tem que colocar uma foto. É importante fazer essa pesquisa, muitas candidaturas são desconsideradas pelo fator foto.

Conheça o Europass

Se você quer trabalhar na Europa, você não precisa de muito esforço para achar o lugar certo para formatar sua candidatar a algum trabalho. Dê uma olhada no Europass, uma ferramenta online que irá ajudar você a conseguir todos os documentos necessários para mostrar suas habilidades e qualificações de uma maneira de fácil compreensão que também inclui modelos para seu CV e carta de intenção.

Preste atenção nos detalhes

Preste bastante atenção nos detalhes que podem salvar ou destruir sua candidatura, antes mesmo de alguém ler. Na Alemanha, você precisa assinar e datar seu CV no fim da página. Em muitos países da Europa, você deve dizer sua data de nascimento, estado civil e até mesmo o número de filhos, o que com certeza acabaria com suas chances se vocÊ fizesse isso em um país como os Estados Unidos, por exemplo. Outro detalhe importante é a inclusão ou omissão de um objetivo profissional, referências, notas e o número de documentos que você tem que enviar junto com seu CV.

Mais detalhes

Focando ainda em mais detalhes: é super importante que você coloque o código do país junto do seu número de telefone, e talvez até mencionar a diferença do fuso horário. O mesmo vale para a ordem correta da data de nascimento (mês, dia, ano) e também para o formato do papel caso você imprima seu CV.

Peça ajuda

Uma candidatura sempre precisa da máxima revisão na escrita. Se você puder, peça ajuda a um nativo, que saiba algumas coisas sobre gramática, estilo e candidaturas, para revisar seu documento. Se você está se candidatando a um emprego em um certo país, e quer fazer tudo certo a qualquer custo, talvez contratar um especialista seja um bom investimento.

Com essas dicas tenho certeza que a candidatura de vocês tem tudo para dar certo! Boa sorte!

Teacher Amanda.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s